Ucrânia fecha espaço aéreo da parte oriental do país

Autoridades ucranianas afirmam que o avião foi abatido por um míssil em uma área de Donetsk

Por O Dia

Ucrânia - As autoridades da Ucrânia fecharam todas as rotas aéreas para os aviões que sobrevarem o leste do país, após a queda do avião da Malaysia Airlines nesta quinta-feira na região de Donetsk com 295 pessoas a bordo. "Após o acidente, as autoridades ucranianas informaram a Eurocontrol do fechamento de todas as rotas que sobrevarem o leste do país", informou a Agência Europeia para a Segurança Aérea (Eurocontrol) em comunicado.

O órgão, sediado em Bruxelas, acrescentou que "todos os planos de voo apresentados para essas rotas serão negados pela Eurocontrol. Todas as rotas permanecerão fechadas até nova ordem".

A Eurocontrol disse que a célula de coordenação de crise da aviação europeia "está ativada para coordenar o impacto que o fechamento do espaço aéreo ucraniano pode ter". O órgão indicou que a aeronave da Malaysia Airlines voava a uma altitude aproximada de dez mil metros quando desapareceu dos radares.

A Associação Europeia de Pilotos (ECA) pediu "medidas imediatas" para garantir a segurança dos aviões que sobrevoam essa região do leste da Ucrânia, a rota mais frequentada para o sudeste asiático. O presidente da Associação, Nico Voorbach, apelou "às autoridades europeias para que adotem medidas imediatamente para garantir a segurança de todos os voos que sobrevoam a região", segundo o comunicado. O Boeing-777 da Malaysia Airlines decolou hoje do aeroporto de Amsterdam Schiphol e desapareceu dos radares quando sobrevoava a região oriental de Donetsk, palco de combates entre as forças do governo da Ucrânia e os rebeldes pró-russos.

As autoridades ucranianas afirmam que o avião foi abatido por um míssil em uma área de Donetsk que está sob controle dos milicianos separatistas, enquanto os rebeldes pró-russos acusam às forças leais a Kiev de terem derrubado o avião com um caça.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência