Por guilherme.souza

Israel - O Exército israelense iniciou nesta quinta-feira à noite uma incursão terrestre em Gaza, que como primeira consequência teve uma intensificação dos bombardeios no norte e no sul da região, em particular nas localidades de Beit Lahia e Beit Hanoun.

Em protesto%2C manifestante levanta cartaz fazendo menção entre Israel%2C mortes%2C assassinato e guerraEfe

Enfrentamentos entre as forças de segurança israelenses e manifestantes palestinos, que protestavam contra a ofensiva militar terrestre em Gaza, deixou 46 pessoas feridas nesta sexta-feira em diversos pontos da Cisjordânia.

Os soldados israelenses dispersaram a força os protestos em solidariedade à população de Gaza, segundo a agência palestina "Maan". As manifestações aconteceram em Budrus, Nilin, na prisão israelenses de Ofer, ao sul de Ramala, e na aldeia de Biddu.

Manifestações aconteceram em Budrus%2C Nilin%2C Ramala%2C e na aldeia de BidduEfe

Os soldados empregaram balas de borracha, gás lacrimogêneo e granadas de efeito moral, mas em alguns casos utilizou munição real, o que deixou dezenas de feridos.

Israel iniciou na quinta-feira a fase terrestre da operação "Limite Protetor", que já matou mais de 270 palestinos, com o objetivo de destruir túneis construídos pelas milícias para realizar ataques em território israelense.

Você pode gostar