Trem com restos mortais de vítimas partirá da Ucrânia, diz equipe holandesa

Equipe forense trabalha na região de Donetsk

Por O Dia

Ucrânia - O chefe de uma equipe forense holandesa disse nesta segunda-feira que um trem transportando os restos mortais de vítimas do desastre da companhia aérea da Malásia deverá deixar a região da queda na noite desta segunda-feira com destino a um lugar "onde possamos realizar nosso trabalho".

"O trem vai sair. Não sabemos a hora e o destino. Temos uma promessa: hoje, partirá", disse ele a repórteres na estação ferroviária da cidade de Torez, no leste da Ucrânia.

"Só quero que o trem vá a uma cidade onde possamos realizar nosso trabalho. E isso é do interesse de todos, especialmente das famílias das vítimas."

Equipe forense holandesa afirmou que restos mortais de vítimas serão levados de trem da Ucrânia para que possa realizar melhor e mais rápido seu trabalho Reuters

O voo MH17 saiu de Amsterdã, na Holanda, em direção a Kuala Lumpur, na Malásia. A aeronave caiu em local perto da fronteira com a Rússia, dominado por rebeldes que desejam que o território passe a pertencer à Federação Russa. Os governos da Ucrânia e da Rússia acusam-se mutuamente pelo abate do avião. 

Junto aos 298 passageiros que morreram com o ataque ao Boeing 777, da Malaysia Airlines, estava a esperança da cura da Aids. O avião, derrubado por um míssil nesta quinta-feira, na Ucrânia, levava 108 pesquisadores e especialistas na doença, que viajavam para participar da 20ª Conferência Mundial de Aids, em Melbourne, Austrália.


Últimas de _legado_Mundo e Ciência