Por clarissa.sardenberg

Rússia - O presidente russo, Vladimir Putin, prometeu nesta terça-feira que Moscou utilizará toda a sua influência com os rebeldes pró-Rússia do leste da Ucrânia para facilitar a investigação sobre o desastre com o voo MH17.

Putin em reunião nesta terça-feiraEFE

"A Rússia fará tudo que depender dela para que haja uma investigação completa, multilateral, profunda e transparente", disse Putin, citado pelas agências locais, em reuni~so do Conselho de Segurança adjunto ao Kremlin.

Ao mesmo tempo, ressaltou a necessidade de que as autoridades de Kiev ordenem um cessar-fogo durante a investigação do incidente do Boeing-777, supostamente abatido por um míssil no leste da Ucrânia, em uma região controlada pelos separatistas. "É necessário, de uma vez por todas, pedir às autoridades de Kiev que observem normas elementares de decência e implantem, embora seja por um breve período da investigação, um cessar-fogo", ressaltou o presidente russo.

O líder acrescentou que nesta segunda-feira, quando as milícias entregavam as "caixas-pretas" do avião de passageiros acidentado a especialistas malaios, "as forças armadas da Ucrânia lançaram um ataque com carros de combate contra Donetsk", a capital da região ucraniana homônima, controlada pelos separatistas.

Você pode gostar