Por nara.boechat

Madri (Espanha) - A freira congolesa Chantal Pascaline morreu na madrugada deste sábado em consequência do ebola no Hospital San José de Monróvia, do onde foram repatriados dois religiosos espanhóis na quinta-feira, um deles infectado com o vírus hemorrágico. Assim informou neste sábado a Ordem Hospitaleira de San Juan de Deus (OHSJD) à qual pertencem os religiosos.

Hospital San José de Monróvia, onde freira morreu em consequência do ebolaEfe

Chantal estava sendo cuidada pelo enfermeiro voluntário camaronês William Ekeurm, da mesma forma que outra religiosa também infectada pelo ebola. Este voluntário atende, além disso, o irmão ganês Georges Combey, afetado pelo vírus e cujo estado de saúde é "muito preocupante", assim como o administrador do centro Eugene Osei-Wusu.

Em comunicado, a OHSJD indica que está preparando uma equipe de profissionais sanitários para enviar o mais rápido possível à zona dentro da campanha "Paremos o ebola na África do Oeste". Na quinta-feira, o religioso espanhol Miguel Pajares chegou à Espanha em um avião da Aeronáutica, sendo o primeiro doente vítima do ebola na Europa. Segundo disseram à Agência Efe fontes sanitárias, Pajares se encontra estável e seu estado de saúde "não piorou".

Você pode gostar