Obama se diz cético sobre acordo de cessar-fogo na Ucrânia

Líder norte-americano sublinhou que acordo 'tem de ser testado' e admitiu que 'vai levar tempo para ser implementado'

Por O Dia

Estados Unidos - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, manifestou nesta sexta-feira o seu ceticismo sobre o cumprimento do acordo de cessar-fogo entre a Ucrânia e os separatistas pró-russos. “Estou esperançoso, mas também cético devido às experiências do passado”, sobre acordos de cessar-fogo, que depois não foram respeitados, disse Obama na conferência de imprensa que marcou o final dos dois dias da cúpula da Otan em Newport, País de Gales.

Barack ObamaEfe


O líder norte-americano sublinhou que o acordo “tem de ser testado” no terreno e admitiu que “vai levar tempo para ser implementado”. Ele considerou que o seu sucesso depende também “do fim das violações da soberania e integridade da Ucrânia pelos russos”.

“É por isso que o cessar-fogo deve ser seguido de efeitos no terreno”, e é preferível “impor sanções [à Rússia] e suspendê-las em seguida”, para garantir a aplicação da trégua, acrescentou.

Representantes do governo ucraniano e dos separatistas pró-russos do Leste da Ucrânia assinaram hoje um acordo de cessar-fogo, que entrou em vigor às 18h locais (12h em Brasília), no final de uma reunião em Minsk, capital da Bielorrúsia, mediada pela Rússia e pela Organização para a Segurança e Cooperação na Europa.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência