Mais dez vítimas de acidente do voo MH17 na Ucrânia são identificadas

De acordo as autoridades, seis mortos são holandeses. Ao todo, 298 pessoas estavam no avião que caiu em julho

Por O Dia

Bruxelas (Bélgica) - Os legistas identificaram dez novas vítimas do voo MH17, da Malaysia Airlines, que caiu em 17 de julho no leste da Ucrânia, e com isso o número de passageiros identificados chegou a 193, informou neste domingo o governo da Holanda. Das dez novas vítimas identificadas, seis têm nacionalidade holandesa, segundo as autoridades, que já entraram em contato com os familiares das famílias. As outras pessoas mortas são de outras nacionalidades e o governo já entrou em contato com os respectivos países.

Ao todo, 298 passageiros estavam no voo de Malaysia Airlines que fazia a rota entre Amsterdã e Kuala Lumpur. O avião caiu em 17 de julho, supostamente derrubado por um míssil lançado de uma região do leste da Ucrânia controlada pelas milícias pró-Rússia. O processo de identificação das vítimas, das quais 196 tinham nacionalidade holandesa, continua na base militar de Hilversum, no norte da Holanda, mas ainda podem demorar meses a ser concluído.

Na próxima terça-feira, a Junta de Segurança da Holanda, encarregada da investigação sobre as causas do acidente, publicará um relatório preliminar com suas conclusões.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência