Reino Unido fornece armamento a curdos iraquianos para combater EI

Ministro da Defesa disse ainda que transporte do material de guerra para a região está orçado em 475 mil libras

Por O Dia

Reino Unido - O ministro da Defesa britânico, Michael Fallon, anunciou nesta terça-feira o envio de metralhadoras pesadas e munições para as forças curdas do Iraque, avaliadas em 2 milhões de euros e destinadas a combater os jihadistas do Estado Islâmico (EI).

“O carregamento deve chegar ao Iraque nessa quarta-feira e é composto por metralhadoras pesadas e munições”, declarou o ministro, em comunicado dirigido ao Parlamento britânico.

Guerreiros tribais posam para fotos antes de lutar contra o Estado Islâmico (EI)Reuters


“As forças curdas permanecem significativamente menos bem equipadas que o EI e estamos respondendo com ajuda para se defenderem, proteger os cidadãos e travar os avanços”, diz a declaração.

Nesta segunda-feira, o primeiro-ministro britânico, David Cameron, disse que o Reino Unido forneceria armamento às forças curdas, que se opõem ao avanço do EI em diversas regiões do Iraque e da vizinha Síria.

Fallon esclareceu que o envio do armamento se seguiu a um pedido do governo iraquiano e assegurou que Londres está empenhada em prestar ajuda ao Iraque “para aliviar os sofrimentos dos iraquianos que são alvo dos terroristas do EI”.

No comunicado, o ministro da Defesa britânico também se manifesta “por um Iraque inclusivo, democrático e soberano que enfrente os avanços do EI e restaure a estabilidade e a segurança em todo o país”. O Reino Unido também vai continuar a “cooperar com a comunidade internacional para enfrentar a enorme ameaça que o EI coloca à região e a outros países do mundo”, frisou.

O ministro disse ainda que o transporte do material de guerra para a região está orçado em 475 mil libras (593 mil euros).

Últimas de _legado_Mundo e Ciência