‘Cuidador’ eletrônico garante segurança de idosos em casa

Aparelho tem botão que, se pressionado, aciona parentes ou amigos do paciente

Por O Dia

Rio - Um a tecnologia recém chegada ao Rio de Janeiro é capaz de ‘socorrer’ pessoas em caso de acidentes domésticos. Apertando um botão, a vítima consegue contato com parentes ou amigos e recebe ajuda. A novidade beneficia, principalmente, idosos que moram sozinhos, mas também pessoas em recuperação de cirurgias e mulheres em gravidez de risco.

O aparelho IrisSenior, famoso na Europa e nos Estados Unidos, é simples de ser usado. Um dispositivo de três centímetros — antialérgico e à prova d’água — fica com a pessoa, preso a cordão ou pulseira. Além disso, uma espécie de console é acoplado ao telefone da residência.

Se pressionado, o botão aciona central com profissionais especializados em atendimento, que funciona 24 horas. O diálogo é em ‘viva-voz’ por meio do console e pode acontecer num raio de até 150 metros do telefone.

De acordo com o médico e diretor da IrisSenior no Rio, Fernando Binello, a central tem uma lista de contatos de parentes e pessoas próximas que serão acionadas — por telefone, mensagem e e-mail — em caso de acidente. Quando o chamado chega à central, os profissionais conseguem acessar também o perfil do paciente e o histórico de doenças, como diabetes e hipertensão.

“Decidi trazer o aparelho ao Rio depois que minha mãe caiu sozinha em casa e fraturou o braço. Nos primeiros meses de recuperação, ela aceitou um cuidador, mas depois quis ficar sozinha”, conta.

No ano 2000, Vilma Campos Marques, 81 anos, sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) e ficou com dificuldades para andar e falar. A família resolveu adquirir o IrisSenior, porque, apesar de morar com a filha, Thaís Marques, 45, às vezes Vilma fica sozinha. “É uma tranquilidade saber que a qualquer momento eu e outras pessoas poderemos ser localizados por várias formas”, diz Thaís. O aparelho chegou ao Rio há cerca de um ano e conta com 70 clientes. Quatro atendimentos foram feitos.

Tecnologia tem mais funções

Ainda segundo Fernando, o aparelho IrisSenior pode oferecer detector de fumaça; áudio que lembra tarefas simples ao idoso, como tomar remédio (pode ser gravado por um parente, para que a voz seja familiar); além de sensor de presença, que alerta parentes se a pessoa não passar pelo banheiro ou cozinha no período de oito horas.

“Também temos o serviço no celular, caso a pessoa saia de casa. Em todos os casos, registramos o apelido do cliente. Isso ajuda na hora de acionar os conhecidos”, diz Fernando.

A mensalidade do IrisSenior custa R$ 170 (serviço doméstico) e R$ 150 (para celular). Os dois saem por R$ 250. Não é cobrada taxa pelo aparelho. Informações: 2264-2655.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência