Por clarissa.sardenberg

Coreia do Norte - Um cidadão americano foi detido na Coreia do Sul quando tentava atravessar nadando a fronteira rumo à Coreia do Norte, informou nesta quarta-feira o Ministério da Defesa de Seul. O detido, um jovem de entre 20 e 30 anos cuja identidade não foi informada, conseguiu burlar os controles de segurança e começou a nadar em direção à fronteira com o país vizinho no estuário do rio Han, ao norte da cidade sul-coreana de Gimpo, segundo relatou um porta-voz de Defesa.

O detido foi posto à disposição das autoridades de inteligência da Coreia do Sul para um interrogatório sobre os motivos de sua ação. Uma fonte anônima do governo sul-coreano declarou à agência de notícias "Yonhap" que o jovem confessou às autoridades sua intenção de chegar à Coreia do Norte "para encontrar-se com o líder supremo Kim Jong-un".

Americano foi detido em operação de rotina de soldados quando tentava nadar até a Coreia do NorteReuters

Soldados das Forças Armadas da Coreia do Sul que realizavam uma operação rotineira de treinamento na área avistaram o nadador e o detiveram às 23h55 hora locais (11h55 de terça-feira de Brasília), explicou o porta-voz.

Trata-se do primeiro americano que tenta chegar ao país comunista através desta incomum e perigosa rota. Com uma largura de entre um e dois quilômetros, a foz do rio Han separa a cidade sul-coreana de Gimpo da norte-coreana de Kaesong, ao oeste da fortificada fronteira entre os dois países.

O acesso ao estuário do Han está fortemente restrito e forças militares do Norte comunista e do Sul capitalista custodiam esta fronteira fluvial que divide em duas a península coreana no paralelo 38. Ambos países permanecem tecnicamente enfrentados desde a Guerra da Coreia (1950-53), que finalizou com um armistício nunca substituído por um tratado de paz definitivo.

Você pode gostar