Por clarissa.sardenberg

Estados Unidos - O primeiro paciente diagnosticado com ebola nos Estados Unidos, Thomas Eric Duncan, morreu na manhã desta quarta-feira, informou o hospital onde estava internado em Dallas, no estado do Texas. Duncan, natural da Libéria, foi contagiado com o vírus no país africano, e sua doença se manifestou quando ele estava nos Estados Unidos. Segundo um boletim médico do Hospital Presbiteriano de Dallas, o paciente faleceu às 7h51 locais (9h51 de Brasília).

Reverendo Jesse Jackson, mãe e sobrinho da primeira vítima do ebola nos EUA na chegada a hospital Reuters

Ele desembarcou nos Estados Unidos procedente da Libéria no dia 20 de setembro para se casar com a mãe de seu filho e começar uma nova vida no país. Apenas cinco dias depois, ele chegou ao Hospital Presbiteriano de Dallas com febre e dores abdominais, mas os médicos lhe receitaram antibióticos e o deixaram voltar para casa, sem levar em conta que ele vinha da África Ocidental, onde uma epidemia de ebola já matou mais de 3.400 pessoas, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Duncan voltou ao hospital três dias depois, quando foi isolado e posteriormente diagnosticado com ebola, mas essas horas foram transcendentais para uma potencial propagação do vírus entre as pessoas com as quais esteve em contato e que agora estão sob observação. No fim de semana, após o estado de saúde do paciente piorar, o hospital deu início a um tratamento experimental para tentar curá-lo.

Você pode gostar