Por leonardo.rocha

Indonésia - Pelo menos 17 pessoas morreram e outras 24 continuam desaparecidas após o naufrágio de uma embarcação que viajava com 49 pessoas perto da ilha de Java, no oeste da Indonésia, informaram nesta quarta-feira fontes oficiais.

"Foram recuperados 17 corpos, enquanto outros 24 continuam desaparecidos e oito foram resgatados com vida", disse Sutopo Purwo Nugroho, porta-voz da Autoridade Nacional de Gestão de Desastres da Indonésia.

O barco KLM Mutiara Indah, que partiu da ilha de Raas na última segunda-feira em direção à ilha turística de Bali, sofreu uma falha no motor nesse mesmo dia, mas a confirmação do naufrágio só veio hoje, segundo a imprensa local.

O chefe da polícia local, Marjoko, relatou que o bote transportava um total de 17 homens, 21 mulheres e 11 crianças, que aparentemente se dirigiam à celebração de um casamento.

Centenas de pessoas morrem todos os anos na Indonésia em naufrágios causados por temporais, infraestruturas precárias e o descumprimento das medidas de segurança, como o excesso de passageiros e mercadorias.

No dia 16 de agosto, uma embarcação turística com 25 pessoas a bordo afundou perto da ilha de Sumbawa, no sul do arquipélago da Indonésia.

Foram resgatados 23 náufragos, entre eles o espanhol Rafael Martínez, jornalista da Agência Efe, por outros barcos que passavam pelo local, enquanto outros dois turistas espanhóis continuam desaparecidos.

Você pode gostar