Por victor.duarte

Canadá - Milhares de pessoas lotaram uma igreja e as ruas das proximidades na cidade industrial de Hamilton, no estado canadense de Ontário, para o funeral do soldado morto a tiros no ataque da semana passada ao Parlamento do país, nesta terça-feira.

O cabo Nathan Cirillo, de 24 anos, foi um dos dois soldados assassinados em dois ataques, que a polícia disse terem sido realizados de maneira independente por radicais recém-convertidos ao islamismo. Os atentados ocorreram num momento em que os militares do Canadá ampliam seu envolvimento nos ataques aéreos contra os combatentes do Estado Islâmico no Iraque.

Milhares de pessoas lotaram uma igreja para acompanhar o funeral do soldado morto por atentados no CanadáReuters

O primeiro-ministro canadense, Stephen Harper, declarou aos presentes na igreja que Cirillo inspirou e uniu os canadenses. Em uma rara exibição pública de emoção, ele conteve as lágrimas quando se dirigiu ao filho de cinco anos do militar.

"Que o tempo suavize a dor lancinante de hoje (terça-feira). E que seu filho, o jovem Marcus Daniel Cirillo, algum dia encontre conforto no fato de que o país inteiro olha para seu pai com orgulho, gratidão e grande respeito”, discursou.

O reverendo Rob Fead abriu a cerimônia chamando Cirillo de “filho do Canadá”. Seu primo, Jenny Holland, e o tenente-coronel Lawrence Hatfield, que era seu superior imediato, também discursaram.

Você pode gostar