Por karilayn.areias
Publicado 09/11/2014 22:18 | Atualizado 10/11/2014 20:57
Mitian engordou 20 quilos desde que se tornou universitárioAndré Luiz Mello / Agência O Dia

Rio - Amigos, novas responsabilidades, preocupação com o mercado de trabalho e também números a mais na balança. Segundo pesquisa feita pela empresa inglesa Slimming World, 67% dos universitários engordam pelo menos cinco quilos no primeiro período da faculdade. Os culpados são o estresse, as idas diárias a lanchonetes e as bebidas alcoólicas.

Em outro estudo — feito pelo site de compras também britânico Voucher Codes com mais de 2.500 calouros do Reino Unido —, seis em cada dez confessaram comer em redes de ‘fast food’ de três a cinco vezes na semana. E 20% disseram ingerir uma porção de frutas ou legumes uma vez a cada sete dias, ou até menos.

Quase 50% deles consomem refeições prontas. Molhos industrializados são utilizados cinco vezes na semana. O álcool também está presente no cotidiano dos calouros. Mais da metade consome bebidas alcoólicas pelo menos três vezes na semana. A quantidade de festas e o entusiasmo em fazer novas amizades podem explicar este exagero.

O estudo mostra, ainda, que os hábitos alimentares foram classificados como ‘saudáveis’ por apenas 20% dos jovens, e como ‘muito ruins’ por 66%.

Carla Cotta, nutricionista do Equilibrium SPA da Mente, esclarece que alimentos ricos em sódio, açúcar e gordura saturada, como é o caso de hambúrgueres, batata frita e refrigerantes, “viciam”. “Essas substâncias ‘acostumam’ o paladar a sabores concentrados”. Além disso, causam um maior depósito de gordura e têm um alto potencial inflamatório, como o álcool. Segundo ela, as células ficam em um estado de mau funcionamento, o que aumenta as chances de doenças no futuro.

Para Mitian Barbosa, 26 anos, as pesquisas retratam sua realidade a partir do momento em que conquistou uma vaga no curso de Jornalismo da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). O estudante engordou 20 quilos desde que entrou na faculdade. “Eu saí da casa dos meus pais e mudei de cidade. Passei a comer só na rua e parei de fazer exercícios,” conta.

No primeiro período, Mitian ‘batia ponto’ em lanchonetes e restaurantes com qualidade duvidosa, pois eram mais baratos. Com as festas de calouros, o hábito de beber cerveja também aumentou. “No início, bebia cinco vezes na semana, pelo menos”, confessa o jovem.

Confira as dicas para um cardápio saudável da nutricionista Carla Cotta, do Equilibrium SPA da Mente.

Lanches
Carla Cotta aconselha sempre levar frutas. A maçã e a banana são ricas em fibra, dão energia e ajudam, como as castanhas e a amêndoa, o bom funcionamento cerebral.<EM>

Café da manhã
Nunca pular essa refeição. Sucos naturais e pães integrais são uma boa opção. Dar um pulinho na feira antes da faculdade ajuda, mas é bom passar distante da barraca do pastel.

Almoço
Se possível, levar uma marmita de casa. Legumes e verduras não podem ser esquecidos. Se não tem como armazenar a marmita, em restaurantes a quilo, é bom optar pelo arroz integral, que sacia mais, e sempre colocar três a quatro cores no prato.

Jantar
Tapioca ou omelete de legumes. Parece complicado, mas a nutricionista garante que é fácil. Para quem não sabe cozinhar, uma tapioca com queijo minas e semente de chia é a saída. Já o omelete fornece energia, proteína, saciedade e nutrientes, por causa dos ovos e dos legumes.

Você pode gostar