Condutores de ônibus são obrigados a usar fraldas em Seattle

Os banheiros para os motoristas não ficam disponíveis em todo o horário de expediente e algumas rotas não possuem sanitários próximos aos pontos de ônibus

Por O Dia

EUA - Os motoristas de ônibus de Seattle, nos Estados Unidos, estão sendo obrigados a usar fraldas geriátricas e carregar garrafas nos coletivos para poder urinar. Os condutores sofrem por não conseguir fugir um pouco do trânsito para fazer xixi. De acordo com o jornal americano Seattle Times, os banheiros para os motoristas não ficam disponíveis em todo o horário de expediente e algumas rotas não possuem sanitários próximos aos pontos de ônibus.

Além disso, o tempo de descanso, dos condutores, entre as viagens costuma ser muito curto — principalmente por conta dos atrasos que ocorrem pelos engarrafamentos. O Departamento de Trabalho e Indústria da cidade fez uma denúncia relatando que os motoristas são penalizados por atrasos quando vão à procura de banheiros.

O Seattle Times informou ainda que as condutoras grávidas e motoristas com 60 anos costumam sofrer mais com esta situação. Além disso, o jornal mostrou que os passageiros correm risco de vida, já que o condutor pode perder o controle da direção por segurar a vontade de urinar. E por esta condição os profissionais podem ter ainda danos nos rins e no sistema digestória.

Em um ano a empresa Kig County Metro Transit trocou 60 assentos de motoristas que estavam encharcados de urina, informou o Daily Mail. Na ocasião, a empresa foi condenada a pagar uma multa de US$ 3,5 mil por não oferecer locais e tempo suficientes para que os profissionais usem o banheiro. A Kig County Metro Transit deverá propor um plano para resolver o problema até o fim deste ano.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência