Atentado suicida deixa 11 militares mortos no Afeganistão

Ataque foi registrado em Cabul, capital do país. Cinco crianças afegãs também morreram em um ataque aéreo

Por O Dia

Cabul, Afeganistão - Um agressor suicida detonou explosivos em um ônibus que levava militares do Afeganistão, matando seis soldados e ferindo 11, nesta quinta-feira, nos arredores de Cabul, informou o Ministério da Defesa. O ataque encerrou quase duas semanas de trégua na capital.

Separadamente, cinco crianças afegãs também teriam morrido em um ataque aéreo de forças estrangeiras no país, segundo autoridades, mas a coalizão internacional disse que os mortos eram insurgentes.

Após a explosão no ônibus%2C 11 militares morreramReuters


O ataque ao ônibus acontece após uma onda de ataques a hospedarias, funcionários do governo e veículos de trabalhadores humanitários estrangeiros na capital fortemente protegida, no mês passado. Militantes do Taliban aumentaram os ataques nos últimos meses no Afeganistão, enquanto a maioria das tropas estrangeiras se prepara para deixar o país após 13 anos de guerra.

Dawlat Waziri, vice-porta-voz do Ministério da Defesa, disse que um suicida a pé atacou o ônibus na área de Tarakhil, a leste de Cabul, pela manhã, quando militares estavam a caminho do trabalho. "Infelizmente, nós perdemos seis soldados e outros 11 ficaram feridos no ataque suicida", disse Waziri.

O Taliban, que foi derrubado do poder em 2001, assumiu a autoria do ataque e disse que 12 militares morreram e 13 ficaram feridos. Insurgentes do Taliban normalmente aumentam o número de vítimas de suas ações.

Na província norte de Parwan, cinco estudantes afegãos foram mortos em um ataque aéreo das forças estrangeiras, segundo o chefe local de polícia, Mohammad Zaman Mamozai. A força internacional confirmou o ataque na área, mas disse que cinco insurgentes foram mortos.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência