Por paulo.lima
Publicado 30/12/2014 12:31 | Atualizado 30/12/2014 13:54

Indonésia - Equipes de resgate indonésias que buscam pelo avião desaparecido da AirAsia que levava 162 pessoas recuperaram 40 corpos e destroços do mar, perto da costa de Borneo, nesta terça-feira, enquanto parentes dos passageiros caíram em lágrimas ao saberem da notícia.

GALERIA: Destroços e corpos de passageiros do AirAsia são encontrados

O Airbus A320 que fazia o voo QZ8501 da AirAsia perdeu contato com o controle de tráfego aéreo no início do domingo em meio ao mau tempo durante a rota entre a cidade indonésia de Surabaya e Cingapura.

Equipes de resgate da indonésia confirmaram que destroços são do avião desaparecidoEfe


A agência de buscas e resgate da Indonésia confirmou que os destroços são do avião desaparecido. A Marinha da Indonésia disse que 40 corpos foram recuperados do mar. O avião ainda precisa ser encontrado e não havia informações sobre possíveis sobreviventes.

Fotos de corpos flutuando no mar foram transmitidas pela televisão e parentes de passageiros reunidos em um centro de crise em Surabaya choravam com as mão na cabeça. Segundo um repórter da Reuters, algumas pessoas entraram em colapso em meio ao choro e foram socorridas. "Vocês têm de ser fortes", disse a prefeita de Surabaya, Tri Rismaharini, ao confortar familiares das vítimas. "Eles não são nossos, eles pertencem a Deus."

Os corpos das vítimas serão retirados do marReuters


O presidente da Air Asia, Tony Fernades, que está na Indonésia desde o desaparecimento da aeronave, disse que retornará a Surabaya. "O que quer que pudermos fazer na Air Asia, faremos", disse ele no Twitter. Cerca de 30 navios e 21 aviões de Indonésia, Austrália, Malásia, Cingapura, Coreia do Sul e Estados Unidos estão envolvidos nas buscas.

O avião desapareceu depois que o piloto não teve permissão para voar em uma altitude maior para evitar o mau tempo por causa do tráfego aéreo pesado, disseram autoridades.Pilotos e especialistas em aviação disseram que tempestades e pedidos para ganhar altitude para evitá-las não são comuns nesta região. O piloto, um indonésio, era experiente e a aeronave passou por manutenção em meados de novembro, informou a companhia aérea.

Familiares das vítimas do voo QZ8501 se desesperamEfe

O desaparecimento

O voo QZ-8501 da AirAsia havia saído de Surabaya, na Ilha de Java, às 5h20, no horário local (19h20 no horário de Brasília) e a previsão de chegada à Cingapura era às 8h30 (22h30 em Brasília). A aeronave transportava 162 pessoas, sendo 16 crianças e um bebê. Pouco antes de sumir, o piloto solicitou à torre de conmtrole uma mudança de rumo, devido ao mau tempo.

162 pessoas estavam no voo no momento da quedaReuters


De acordo com a AirAsia, no voo estavam 156 indonésios, três coreanos, um francês, um malaio e um cingapuriano e uma tripulação de dois pilotos, um mecânico e quatro comissários de bordo. Durante as operações de busca, 15 barcos e 30 aviões foram mobilizados.

Com informações da EFE e Reuters

Você pode gostar