Por felipe.martins
Publicado 29/12/2014 23:39 | Atualizado 29/12/2014 23:53

Surabaya e Washington -  Um dia após a tragédia aérea, a Indonésia emitiu pedido de ajuda aos Estados Unidos para localizar o avião da AirAsia que desapareceu no domingo com 162 pessoas a bordo, informou nesta segunda-feira o Departamento de Estado americano. “Hoje (segunda) recebemos um pedido de ajuda para localizar o avião, e estamos analisando para descobrir a melhor forma de responder à Indonésia", afirmou o porta-voz do Departamento de Estado Jeff Rathke.

A bordo da aeronave viajavam 155 indonésios, três sul-coreanos, um francês — o co-piloto —, um britânico, um malaio e um cingapuriano. No total, sete membros da tripulação e 155 passageiros, entre eles 16 crianças e um bebê viajam na aeronave.

O Airbus 320-200 da AirAsia desapareceu depois que os pilotos pediram permissão aos controladores de tráfego aéreo para se desviar do plano de voo devido ao mau tempo. O avião saiu da cidade javanesa de Surabaya com destino a Cingapura e sumiu dos radares 40 minutos após a decolagem quando sobrevoava o mar.

Airbus desapareceu sobre a costa indonésia quarenta minutos após decolar da cidade de SurabayaEfe

Ainda nesta segunda-feira, as autoridades locais negaram que os objetos avistados por um avião de reconhecimento australiano sejam da aeronave desaparecida. Mais cedo, foi informado que o objeto avistado pelo Orion P se encontrava a cerca de 700 milhas (1.127 quilômetros) da última posição conhecida do avião desaparecido. As buscas foram encerradas na noite de ontem (manhã no Brasil) devido à falta de visibilidade, e devem ser retomadas hoje.

O desaparecimento do avião da AirAsia acontece em um ano marcado por tragédias para as companhias aéreas afiliadas à Malásia. O voo MH370, da Malaysian Airlines, desapareceu em 8 de março em viagem de Kuala Lumpur para Pequim com 239 pessoas a bordo e não foi encontrado. Em 17 de julho, o voo MH17 foi abatido sobre a Ucrânia, matando todas as 298 pessoas a bordo.

Avião pode estar no fundo do mar

O avião da AirAsia com 162 pessoas a bordo pode estar no fundo do mar, depois de ter supostamente caído na costa da Indonésia, informou ontem o chefe dos serviços de resgate indonésios, Bambang Soelistyo.

Cingapura, Malásia e Austrália enviaram aviões e barcos para ajudar a localizar a aeronave, enquanto familiares dos desaparecidos esperavam ansiosamente por notícias. Um porta-voz do exército indonésio, Hadi Tjahjanto, declarou à AFP que a busca se concentra agora em um rastro de combustível perto da ilha de Belitung, no mar de Java.

“Estamos verificando se é combustível procedente do avião da AirAsia ou de um barco, já que este local está em um corredor marítimo”, disse. Dezenas de pescadores da região também cooperam nos trabalhos, enquanto outras nações, como Índia, China e Reino Unido, ofereceram ajuda.

Boeing faz pouso forçado

Após ser constatado problema no trem de pouso, um Boeing 747 da Virgin Atlantic, que iria de Londres para Las Vegas, teve de retornar ontem para o Aeroporto de Gatwick. Antes de parar, a companhia informou que o avião se preparava para pousar “fora dos padrões”. Depois, a imprensa exibiu imagens do veículo parado e intacto.


Você pode gostar