Por paulo.lima

França - Um cartunista do jornal satírico francês 'Charlie Hebdo' só sobreviveu ao ataque por ter se atrasado para trabalhar. Rénald Luzier, de 42 anos, conhecido como 'Luz', dormiu uma hora e meia a mais e, por isso, acabou ficando fora da lista das vítimas.

Cartunista Luz acabou dormindo por uma hora e meia a mais e escapou do atentadoReprodução Facebook


Pessoas que vivem próximas ao prédio do semanário contaram que a esposa de Luz tentou passar do cordão policial e, chorando, dizia que precisava encontra-lo. "Meu marido e eu acordamos uma hora e meia a mais do que o esperado. Portanto, ele chegou depois do tiroteio. Sei que ele está bem, mas estou terrivelmente assustada", contou a esposa do cartunista.

Você pode gostar