Por felipe.martins, felipe.martins
Indonésia - O presidente da Indonésia, Joko Widodo, rejeitou pedido de clemência feito pelo paranaense Rodrigo Muxfeldt Gularte, de 42 anos, condenado à morte por tráfico de drogas no país asiático. De acordo com a Procuradoria-Geral, órgão do governo responsável por realizar as execuções, a decisão foi tomada na última sexta-feira e não existe mais nenhum impedimento legal para que o brasileiro seja fuzilado. A pena deve ser cumprida em fevereiro.
Rodrigo foi preso em 2004 ao tentar entrar no país com cocaínaReprodução

Nos últimos meses, os parentes de Rodrigo, preso em 2004 por tentar entrar no país com cocaína, tentaram reverter a decisão judicial. Eles alegavam que o brasileiro está mentalmente doente, conforme laudo psiquiátrico encomendado pelo governo brasileiro. A embaixada brasileira já foi informada da medida judicial. Esta foi a segunda recusa de clemência a um brasileiro nos últimos dez dias. Em 30 de dezembro, o governo do país asiático negou pedido feito por Marco Archer Cardoso Moreira, 53, condenado à morte por tráfico de entorpecentes e que deve ser executado ainda neste mês.