Pelo menos 13 pessoas são detidas em operação antiterrorista na Bélgica

Promotoria disse que 'não há um vínculo estabelecido' com os fatos de Paris, nos quais morreram 17 pessoas

Por O Dia

Bélgica - A Promotoria Federal da Bélgica informou nesta sexta-feira que durante a operação antiterrorista realizada nesta quinta-feira foram detidas 13 pessoas e apreendidas várias armas e explosivos. "Várias células terroristas foram desmanteladas, cujo objetivo era matar policiais", disse Thierry Werts, da Promotoria, durante uma entrevista coletiva em Bruxelas.

Polícia prende 12 suspeitos de envolvimento em ataques em Paris

Turcos suspeitos de ligação com o Estado Islâmico são detidos em Berlim

O porta-voz desse órgão, Eric Van der Sypt, assinalou na mesma entrevista coletiva que a Polícia Federal e as unidades antiterroristas "realizaram na tarde desta quinta-feira 12 intervenções" em diferentes cidades do país.

"Não posso confirmar, mas seu objetivo era matar policiais nas delegacias ou em outros lugares. Tinham planos concretos para atentar contra a polícia", acrescentou Van der Sypt, que também indicou que por enquanto não pode revelar as identidades dos detidos.

Polícia belga inspecionar a entrada de um apartamento durante operação antiterroristaReuters

Além disso, Van der Sypt disse que a Promotoria planeja pedir à França a extradição de dois suspeitos detidos na França, mas declinou em dar mais detalhes. Ele também disse que "esta operação não tem nada a ver com as investigações em Paris", em relação aos atentados da semana passada na capital gala.

Werts, por sua vez, insistiu que "não há um vínculo estabelecido" com os fatos de Paris, nos quais morreram 17 pessoas.

A operação antiterrorista que a Bélgica desdobrou nestaa quinta-feira pela noite em várias cidades do país e que se deu por concluída nesta manhã acabou com a morte de dois suspeitos jihadistas e a detenção de um terceiro, ferido durante a operação, assim como com a apreensão de armamento.

"A investigação continua e demonstrará se podemos encontrar todos os vínculos ou não", acrescentou o porta-voz da Promotoria Federal belga.

Werts acrescentou que as autoridades "ainda estão investigando a identidade dos dois falecidos" na operação realizada na quinta-feira em Verviers (Valônia). Por sua vez, o governo da Bélgica prevê aprovar nesta sexta-feira um conjunto de medidas para reforçar a luta antiterrorista, ao mesmo tempo que subiu um degrau o nível de alerta de segurança perante uma ameaça desse tipo.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência