Por victor.duarte
Bielorrúsia - Representantes da Ucrânia, dos separatistas, da Rússia e Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (Osce) voltam a se reunir nesta sexta-feira, na cidade de Minsk, na Bielorússia, para negociar uma trégua no conflito, que voltou a se agravar esta semana.
Segundo comunicado da presidência, pouco antes o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, tinha apelado ao Grupo de Contato, composto por um ex-presidente ucraniano, o embaixador russo em Kiev e um representante da Osce, para “realizar consultas urgentes com os rebeldes e obter um cessar-fogo imediato”.
Ucrânia diz que aeronave teria sido abatida e acusa Rússia. Avião havia decolado de Amsterdã%2C na Holanda%2C e deveria chegar a Kuala Lampur%2C na MalásiaFotos%3A Reuters

Autoridades separatistas de Donetsk confirmaram à agência France Presse que terão representantes em Minsk, mas manifestaram dúvidas sobre a data.

“Se o encontro ocorrer em Minsk, naturalmente vamos participar. Mas não quero precipitar as coisas, porque, no passado, negociações foram anuladas várias vezes”, disse Andrei Pourguine, presidente do ‘parlamento’ da república separatista.

Publicidade
De acordo com a Organização das Nações Unidas, desde o início do conflito, em abril de 2014, mais de cinco mil pessoas já foram mortas.
Separatista pró-russo guarda barricada no leste da Ucrânia Reuters