Por victor.duarte

Alemanha - A Alemanha enviará armas e munição para as tropas curdas (peshmergas) que combatem os extremistas do Estado Islâmico (EI) no norte do Iraque no valor de 13 milhões de euros, após fornecer no ano passado material de combate no valor de 70 milhões de euros.

Segundo a lista tornada pública pelo Ministério da Defesa da Alemanha, os peshmergas receberão uma nova remessa de trinta foguetes anticarro do tipo "Milan", 500 mísseis, 200 lança-granadas, 4 mil fuzis de assalto com munição e 10 mil granadas de mão, entre outros armamentos. O governo da Alemanha enviará também dez veículos blindados de transporte tipo "Dingo" e dez veículos sanitários.

Angela Merkel se reunirá neste sábado com o presidente do Curdistão iraquiano, Massoud BarzaniEfe

O primeiro-ministro iraquiano, Haidar al Abadi, reuniu-se nesta sexta-feira em Berlim com a chanceler alemã, Angela Merkel, e pediu para a comunidade internacional redobrar seu apoio a Bagdá na luta contra o Estado Islâmico. Abadi ressaltou a necessidade "urgente" de receber equipamento de defesa, armamento letal e formação para suas tropas e polícia, e ressaltou que o "Estado Islâmico ameaça a existência do Iraque e a segurança internacional".

Merkel se reunirá neste sábado com o presidente da região autônoma do Curdistão iraquiano, Massoud Barzani, durante a Conferência de Segurança realizada na cidade alemã de Munique, que também contará com a presença de Abadi.

Você pode gostar