Por clarissa.sardenberg

Ucrânia - A evacuação de civis começou nesta sexta-feira na estratégica cidade de Debaltsevo, na Ucrânia, onde milhares de pessoas estão presas devido ao fogo cruzado entre ambos os lados. Segundo a agência oficial "RIA Novosti", os ônibus já partiram do centro da cidade com dois destinos: Donetsk, capital regional e principal reduto dos rebeldes, e Slaviansk, cidade sob controle governamental.

Os separatistas fretaram 15 ônibus, que chegaram na cidade pouco depois do meio-dia procedentes de Uglegorsk escoltados por representantes da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), soldados da polícia separatista e jornalistas.

Ônibus chegam a Debaltseve%2C na Ucrânia%2C para levar civis presos em meio ao fogo cruzado à capital Reuters

A evacuação teve que ser atrasada devido aos ataques contra a cidade, que as milícias separatistas tentam cercar há mais de uma semana. "A transferência das pessoas para os ônibus está em andamento. Contudo, os ucranianos realizam ataques com morteiro, mas não contra o povo, ou seja, é simplesmente uma provocação", disse Eduard Basurin, subchefe do Estado-Maior da autoproclamada república popular de Donetsk.

Os estacionamentos habilitados para os ônibus estão sendo vigiados por soldados do exército ucraniano e da Guarda Nacional, enquanto nas diferentes entradas da cidade estão postados blindados do exército.

Nesta manhã, os separatistas anunciaram a abertura de um corredor humanitário para que a população civil possam deixar Debaltsevo, entroncamento entre as regiões de Donetsk e Lugansk. Milhares de pessoas já abandonaram Debaltsevo, onde não há luz, água e calefação, mas a evacuação dos civis foi dificultada pelos incessantes bombardeios, que teriam matado um número indeterminado de pessoas.


Você pode gostar