Governo cria personagens para atrair pessoas que não usam camisinha

Campanha foi lançada na Internet

Por O Dia

Rio - O Ministério da Saúde criou ‘personagens’ que procuram sexo sem camisinha em aplicativos de busca por relacionamentos casuais. A pasta anunciou nesta segunda-feira a medida, que tem o objetivo de alertar a população sobre a necessidade de usar o preservativo. São cinco perfis falsos nos aplicativos Tinder e Hornet, este voltado para homossexuais. Os usuários ‘fisgados’ pela isca recebem mensagens sobre a importância da prevenção.

Técnicos do ministério operaram os perfis — três homens e duas mulheres —, que têm características e orientações sexuais distintas. Durante o projeto piloto, foi feitos contatos com duas mil pessoas. O Tinder já tem milhares de usuários no país. “Os usuários dos aplicativos se interessaram pelo sexo sem camisinha, mas os agentes do ministério os convenceram a não transar sem preservativo. Essa interatividade permite influência no comportamento”, explica Fabio Mesquita, diretor do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do ministério.

Perfil falso convida para sexo sem camisinha. Usuário ‘fisgado’ recebe mensagem de conscientizaçãoReprodução Internet

O projeto piloto foi feito nos dias 23 e 24 de janeiro em Brasília; 30 e 31 no Rio; e 31 de janeiro e 1 de fevereiro, em Salvador. Os locais dos quais os técnicos fizeram as postagens nos aplicativos foram bares, boates LGBT e shows. De acordo com Fábio, a ação nos aplicativos vai continuar ao longo do ano, com o apoio das secretarias de Saúde. A identidade das pessoas atingidas é preservada.

A estratégia, que tem como alvo os jovens em geral, os gays e homens que fazem sexo com homens, foi anunciada pelo ministro, Arthur Chioro, durante a divulgação da Campanha de Prevenção a DST e Aids do Carnaval 2015, na quadra da Mangueira. O evento contou ainda com a presença da cantora Preta Gil. Segundo Chioro, hoje os jovens apresentam um comportamento cada vez mais liberal, com aumento do número de parceiros ocasionais.

'Sem limite e sem frescura'

Alana, 25 anos, Gustavo, 27, Augusto, 25, e Paulo, 26, foram os personagens criados. Todos muito bonitos, exibiam dizeres como “sexo sem frescuras e sem limites. Curto transa sem camisinha” no perfil. Foram cerca de 500 interações somente nas primeiras 24h de ação.

Ao interagir com o perfil, o usuário recebia a mensagem: “Olha, é difícil saber quem tem HIV. Se divirta, mas se proteja. Essa é uma ação do Ministério da Saúde. Pense nessa dica e #partiuteste”. As respostas foram variadas, muitos apoiaram e reconheceram que precisavam fazer o teste, mas alguns não acreditaram. “Não acredito que o ministério faria esse tipo de campanha. Boa sorte com a sua iniciativa”.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência