Bomba atômica iraniana era blefe de Israel

A revelação deve aumentar o distanciamento do presidente americano, Barack Obama, do líder israelense

Por O Dia

Israel - Documentos revelados pelo jornal inglês ‘The Guardian’ e pela rede TV Al-Jazeera indicam que o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, mentiu na ONU em 2012, ao afirmar que o Irã estava perto de produzir uma bomba atômica. Segundo informes até então secretos, o governante israelense tinha informações, do serviço secreto de seu país, de que os iranianos não tinham condições de fazer artefatos com energia nuclear.

Segundo o jornal, os documentos, um informe secreto entre Israel e África do Sul e que provam o blefe do primeiro-ministro foram obtidos inicialmente pela rede de TV. Eles deixam claro que, ao contrário do que Netanyahu afirmara na ONU, o governo israelense sabia que o Irã não estava produzindo a bomba. Durante seu discurso, o primeiro-ministro até apresentou o desenho de uma bomba.

A revelação deve aumentar o distanciamento do presidente americano, Barack Obama, do líder israelense. Obama considera a postura irredutível de irredutível de Netanyahu sobre os vizinhos de Israel um entrave às negociações de paz.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência