Por bferreira

Rio - Permanecer muitas horas na mesma posição provoca má circulação sanguínea, o que leva a inchaços, ardência e, em casos mais graves, insuficiência venosa. O alerta é feito por especialista principalmente para trabalhadores rurais — que ficam muito em pé ou agachados — e para profissionais urbanos como porteiros, ascensoristas e guardas de trânsito, que também ficam parados por longos períodos.

A má circulação ocorre quando não há uma movimentação dos músculos da panturrilha, segundo o cirurgião vascular José Marcos Braz Serafim. Ele afirma que essa região é fundamental para o retorno venoso ao coração. “Caso o sangue não percorra corretamente o corpo, os pés e as pernas ficam inchados”, acrescenta o especialista do Hospital São Francisco da Providência de Deus.

Trabalhar sob sol forte intensifica as dores e ardências: o calor provoca vasodilatação. “O sol aumenta a permeabilidade dos vasos”, diz o médico.

Para diminuir ou prevenir as dores, o ideal é levantar os pés e as pernas quando estiver deitado, para ajudar na circulação. Os especialistas costumam recomendar também o uso de meia elástica. Mas o angiologista Julio Peclat ressalta que esse tipo de prevenção não costuma ter adesão durante o calor. “É sempre bom fazer atividades físicas, movimentar os músculos, para ter um bom retorno venoso”, sugere o presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro.

Se o problema não for tratado corretamente, é possível que haja prejuízos mais sérios à saúde, como varizes e insuficiência venosa crônica. Peclat ressalta que as pessoas devem procurar um especialista assim que sentirem desconforto ou inchaço nos pés e nas pernas.

Água quente agrava os inchaços

A famosa receita de colocar os pés ou as pernas em água quente é a pior opção para melhorar inchaços. O calor do líquido pode provocar uma dilatação ainda maior nos vasos sanguíneos, o que aumenta o desconforto. “Não existe uma receita caseira. Essas dicas são lendas. Mesmo sem fazer mal, a água fria também não pode ser utilizada, porque não traz nenhum efeito de melhora no inchaço”, alerta o cirurgião vascular José Marcos Braz Serafim. Quem trabalha ao ar livre precisa ainda ter outros cuidados. Se for necessário ficar embaixo de sol forte, é preciso beber muita água para evitar insolação ou desidratação. “O ideal é beber dois litros de água por dia, passar protetor solar e usar roupas leves”, sugere o clínico Mauricio Forneiro, do Hospital Badim.

Você pode gostar