Ataque com gás cloro deixa pelo menos seis mortos no norte da Síria

Mortos e feridos inalaram substâncias tóxicas que saíram dos barris e fontes médicas asseguraram que era gás cloro

Por O Dia

Síria - Pelo menos seis pessoas morreram na noite de segunda-feira, entre elas três menores de idade, e dezenas ficaram feridas em um ataque aéreo do regime, no qual teria sido usado gás cloro, no norte da Síria, informou nesta terça-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG, que cita fontes médicas e testemunhas, afirmou que um casal e seus três filhos, além de outra mulher, perderam a vida pelo lançamento de barris de explosivos contra a cidade de Sarmin, no sudeste da província de Idlib. Os mortos e feridos inalaram substâncias tóxicas desprendidas pelos barris, que fontes médicas na zona asseguraram que era gás cloro.

Ataque com gás cloro deixa pelo menos seis mortos no norte da SíriaReuters

O Observatório acrescentou que a aviação governamental efetuou na manhã desta terça-feira outros dois bombardeios nessa área, sem dar mais detalhes. Os chamados Capacetes Brancos, um grupo de voluntários da Defesa Civil nas áreas sob controle rebelde, divulgaram um vídeo na internet na qual era possível ver vários menores e uma mulher supostamente afetados pelo ataque com "gases tóxicos".

Alguns deles estavam aparentemente mortos e deitados sobre macas em um hospital. Em um momento da gravação, é possível ver um adulto protegendo o rosto com uma mascara com uma criança inconsciente em braços. Os Capacetes Brancos asseguraram no Twitter que houve pelo menos cem vítimas, entre mortos e feridos, pelo ataque "com gases tóxicos" em Sarmin. Por enquanto, a única informação oferecida pela agência de notícias oficial síria "Sana" sobre a situação em Idlib é que o Exército matou dezenas de "terroristas" da Frente al Nusra - filial da Al Qaeda na Síria.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência