Homem estaciona tanque em emissora para pedir o retorno de apresentador

Jeremy Clarkson, famoso apresentador da emissora BBC, foi afastado por supostamente ter agredido um produtor

Por O Dia

Reino Unido - Em cima de um tanque militar, um homem vestido como "Stig", o piloto de corridas do programa "Top Gear", pediu nesta sexta-feira à emissora BBC o retorno do apresentador Jeremy Clarkson. O curioso pedido, organizado pelo blog "Guido Fawkes", recolheu quase um milhão de assinaturas para solicitar a reintegração de Clarkson, suspenso na semana passada por supostamente bater em um produtor.

O veículo militar verde, que divulgava a mensagem "#BringBackClarkson" (tragam Clarkson de volta), com as mesmas iniciais do canal (BBC), estacionou em frente à sede da emissora pública em Londres e chamou a atenção de turistas e trabalhadores, que pararam para fotografar a cena.

Tanque estaciona na BBC para pedir retorno do apresentador de 'Top Gear'Divulgação / London 24

"Queremos passar uma mensagem muito clara à emissora: um milhão de pessoas de todo o Reino Unido quer a volta de Clarkson ao "Top Gear", disse Harry Cole, jornalista britânico e responsável do site "Guido Fawkes". Cole, que deu entrevistas à imprensa na porta da BBC, pediu que os responsáveis pela suspensão mostrem "uma razão clara, argumentos ou investigações que justifiquem a suspensão de Clarkson".

"O que estamos dizendo é que não punam os espectadores do programa, que punam Clarkson, mas que não prejudiquem o 'Top Gear'", disse Cole. O pedido, que foi entregue em uma caixa branca a um empregado da BBC, foi feito através de um tanque militar porque, segundo Cole, o objetivo é passar "uma mensagem poderosa", o que o público do programa acha que "pode funcionar".

"Top Gear" é um dos programas mais lucrativos emissora e transmitido em vários países, A imprensa britânica informou que a suspensão de Clarkson, com um longo histórico de repreensões por comentários ofensivos e racistas, se deveu ao fato de o apresentador ter batido no produtor Oisin Tymon, de 36 anos, pela falta de comida ao fim de uma gravação.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência