Morre no Japão a pessoa mais velha do mundo, aos 117 anos

Misao Okawa explicou, em várias ocasiões, que seus segredos para a longevidade eram viver sem estresse, dormir pelo menos oito horas diárias e comer o que gostava

Por O Dia

Japão - A pessoa mais velha do mundo, a japonesa Misao Okawa, morreu nesta quarta-feira aos 117 anos de idade por causas naturais, segundo a emissora pública japonesa "NHK". Okawa morreu pouco antes das 7h (horário local, 19h desta terça-feira em Brasília) no asilo de Osaka (Oeste do Japão) onde residia, disseram fontes médicas à emissora.

Misao Okawa come bolo durante comemoração de seu aniversário de 117 anosReuters

Desde fevereiro de 2013, Okawa era reconhecida como a mulher mais velha do mundo pelo Livro Guinness dos Recordes, e desde agosto desse mesmo ano como a pessoa mais velha. A mulher tinha celebrado seu 117º aniversário há quase um mês, em cerimônia que atraiu grande atenção midiática e recebeu a visita de parentes, vizinhos e autoridades locais.

Okawa nasceu em 5 de março de 1898 em Osaka, e tinha três filhos, quatro netos e seis bisnetos. Seus segredos para a longevidade eram viver sem estresse, dormir pelo menos oito horas diárias e comer o que gostava e de forma abundante, como explicou em várias ocasiões aos meios de comunicação japoneses. Até os 110 anos, Okawa era capaz de caminhar e cuidar de si mesma, embora nos últimos anos de sua vida se deslocasse em cadeira de rodas e estivesse internada em um centro geriátrico. 

Agora, o mais velho do mundo também é japonês. Sakari Momoi tem 112 anos, que completou no dia 5 de fevereiro. O país, aliás, tem o recorde de pessoas centenárias no mundo: são 59 mil acima dos 100 anos, sendo que 87% deles são mulheres.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência