Príncipe Harry chega à Austrália para servir nas Forças Armadas

Simpático, quarto na sucessão do trono tirou fotos com crianças que levaram cartaz elogiando a cor de seu cabelo

Por O Dia

Austrália - O príncipe Harry, que anunciou recentemente sua saída do Exército do Reino Unido, chegou nesta segunda-feira (data local) à Austrália para servir durante um mês nas Forças Armadas do país, informou a imprensa local. Recebido em festa pelos populares, Harry tirou fotos e conversou com crianças que levaram cartazes e brincaram com o "príncipe ruivo".

"Redheads rule" (ruivos dominam, em  tradução literal) dizia um cartaz levado por um dos pequenos, também ruivo, que acompanhava a passagem do príncipe. 

'Ruivos dominam'%2C brinca população da Austrália em cartaz para o Príncipe Harry EFE

Harry colocou uma oferenda de flores perante o túmulo do soldado desconhecido e visitou o Memorial de Guerra em Canberra, em sua única atividade pública na Austrália, antes de se apresentar ao chefe das Forças Armadas do país.

O príncipe Harry, quarto na sucessão do trono britânico, trabalhará com comandos das Forças Especiais australianas na cidade de Perth e com os soldados indígenas da NORFORCE no Território Norte do País. Além disso terá a possibilidade de pilotar helicópteros com o sexto regimento de aviação em Sydney.

"O príncipe Harry está ansioso para começar seu serviço de quatro semanas com as Forças Armadas australianas", disse seu porta-voz em declarações citadas pela ABC.

Príncipe Harry permanecerá durante um mês na Austrália EFE

A viagem à Austrália do príncipe Harry somente será interrompida brevemente quando este tiver que viajar para Gallipoli para acompanhar seu pai, Charles, na comemoração do dia de Anzac.

O palácio de Kensington anunciou que Harry, neto da rainha Elizabeth II, deixará o Exército britânico em junho após dez anos de serviço que incluíram duas missões no Afeganistão.

Espera-se que, quando seu trabalho com o Exército britânico terminar, o príncipe Harry passe grande parte do verão na África, um continente pelo qual tem um grande afeto por ter realizado ali trabalhos de voluntariado. Após anunciar que deixaria a carreira militar, Harry disse que está "considerando as opções para o futuro" e que se sente "entusiasmado com as possibilidades".

Com informações da EFE 

Últimas de _legado_Mundo e Ciência