Por paulo.gomes

EUA - Hillary Clinton anunciou oficialmente que vai se candidatar à Presidência dos Estados Unidos nas próximas eleições, que acontecem em novembro de 2016. É a segunda vez que a ex-primeira dama e ex-secretária de Estado tenta concorrer ao posto: em 2008, ela perdeu a batalha pela indicação do Partido Democrata para o então candidato Barack Obama.

Ao anunciar a candidatura, Hillary lançou o site oficial da campanha, com versão em espanhol, onde dirige-se ao povo norte-americano em um vídeo com forte apelo à classe média do país, incluindo mulheres, negros, latinos (falando espanhol), asiáticos e gays. Nele, moradores dos EUA falando sobre seus planos.

Em 2008, Hillary Clinton foi derrotada nas democratas pelo atual presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.Reuters

“Todos os dias, os norte-americanos precisam de um campeão. Quero ser essa campeã”, afirma ela no vídeo. “Estou pegando a estrada para conquistar o seu voto.”

Por enquanto, ela é a única candidata oficial nas primárias do Partido Democrata, e é a favorita das pesquisas. De acordo com seus assessores, a campanha de Hillary deve enfatizar seus planos para lidar com a desigualdade econômica e capitalizar sua tentativa histórica de ser a primeira mulher a assumir o comando dos Estados Unidos.

A campanha para 2016 deve ser a mais cara dos Estados Unidos, com ambos os lados excedendo em muito o US$ 1 bilhão gasto há quatro anos.

Hillary Clinton surgiu como figura pública desde 1991, quando seu marido, o ex-presidente Bill Clinton, anunciou que concorreria à Presidência dos EUA. Ela foi única primeira-dama eleita para o Senado e a servir em um gabinete presidencial, como secretária de Estado de Obama.

Você pode gostar