Por tabata.uchoa

Turquia - O governo da Turquia chamou para consultas neste domingo seu embaixador no Vaticano, em uma reação de protesto contra o uso do termo "genocídio armênio" em pronunciamento do papa Francisco. O embaixador Mehmet Paçaci foi convocado poucas horas depois de Ancara chamar o núncio papal (representante vaticano) na Turquia e lhe entregar uma nota de repúdio, naquela que foi a primeira de várias medidas de rejeição do discurso papal, informou a emissora "NTV". Durante uma missa que lembrou o massacre de armênios cometido pelo Império Otomano em 1915, realizada hoje no Vaticano, o papa ressaltou que o ocorrido "geralmente é considerado como o primeiro genocídio do século XX", um termo que a Turquia rejeita taxativamente.

Papa FranciscoReuters


Você pode gostar