Atentado contra consulado dos EUA no Iraque deixa pelo menos 3 mortos

Vereador da região explicou que as forças de segurança que protegiam a sede diplomática abriram fogo contra o suicida

Por O Dia

Iraque - Pelo menos três pessoas morreram e quatro ficaram feridas nesta sexta-feira em um ataque suicida com carro-bomba contra o consulado dos Estados Unidos na cidade de Erbil, capital da região autônoma do Curdistão iraquiano. Jalal Habib, vereador da região de Ainkaua, onde fica o consulado, explicou que as forças de segurança que protegiam a sede diplomática abriram fogo contra o suicida e conseguiram impedir que batesse o carro contra o complexo.

Dois dos feridos são membros das forças de segurança, segundo Habib, que não informou a identidade das outras vítimas. Uma fonte de segurança assegurou que não há americanos entre as vítimas e que um dos mortos é de nacionalidade turca. O veículo explodiu perto do consulado - que estava fechado por ser sexta-feira - e da delegacia da região de Ainkaua, de onde se elevaram grandes colunas de fumaça.

Fumaça causada pelo atentado suicida pode ser vista de muito longe do localAsger Ladefoged / EFE

As forças de segurança se deslocaram para o local do atentado e fecharam os acessos à região. O Curdistão iraquiano permaneceu em geral a salvo da violência que afeta outras partes do país, já que não foram registrados atentados em nenhuma de suas três províncias.

As tropas curdas ou "peshmergas" enfrentam atualmente o EI, que em junho de 2014 assumiu o controle de amplas regiões do território iraquiano vizinhas do Curdistão. O primeiro-ministro iraquiano, Haidar al Abadi, assegurou em Erbil, no dia 6 de abril, que vai coordenar com as autoridades curdas o lançamento de uma ofensiva e expulsar o EI da província de Ninawa (norte).

Últimas de _legado_Mundo e Ciência