Papa lamenta a desvalorização do 'casal homem e mulher'

Pontífice convocou fiéis para resgatarem a 'honra do casamento e da família' em seu discurso

Por O Dia

Cidade do Vaticano - Em um discurso em defesa do casamento católico, o Papa Francisco lamentou nesta quarta-feira a "desvalorização" e "perda social" da "obra-prima de Deus" que é o "casal homem e mulher." O pontífice convocou, em sua audiência semanal, os 25 mil fiéis reunidos na Praça de São Pedro, na Cidade do Vaticano, a "restaurar a honra do casamento e da família." "Deus abençoe e proteja com ternura o casal humano, sua obra-prima", declarou.

"A desvalorização social da aliança estável e fecunda entre homem e mulher é uma perda para todos. Se não formos capazes de cuidar com simpatia desta aliança, capaz de proteger as novas gerações da desconfiança e indiferença, os nossos filhos serão cada vez mais extirpados", disse o Papa.

Papa Francisco em meio aos fiéis na Praça de São Pedro, na Cidade do VaticanoReuters

Faltando poucos meses para bispos católicos se reunirem para votar se divorciados podem voltar a se casar ou não, o Papa deixou claro que o compromisso do casamento é insolúvel.

O Papa voltou a falar sobre a questão da submissão da mulher ao homem e se declarou contra "os excessos humilhantes das culturas patriarcais que consideram as mulheres como seres de segunda classe." Segundo o pontífice, a mulher "não é de forma alguma uma criatura do homem" e não está em um posição de "inferioridade." Francisco comentou recentemente que "eliminar as diferenças entre os sexos é um passo para trás" e divergências são para comunhão e não para domínio.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência