Por clarissa.sardenberg

Estados Unidos - A cantora Joni Mitchell, de 71 anos, está internada em coma e sem esperanças de melhora, segundo informações do site norte-americano TMZ, nesta terça-feira. Uma das maiores vozes da folk music, Joni foi encontrada inconsciente em sua casa, na Califórnia, no último dia 31 de março e levada para o centro médico da UCLA (Universidade de Los Angeles, na Califórnia).

De acordo com o site, uma amiga próxima da artista já assinou documentos para assumir responsabilidades sobre a saúde e negócios dela. Leslie Morris, de 44 anos, contou ao site que Joni não possui parentes próximo e por isso está assumindo estas responsabilidades.

Joni Mitchell foi ícone da geração Woodstock Reuters

Quando foi internada, um comunicado em seu site oficial divulgou que Joni estava "na unidade de tratamento intensivo para realizar exames."

“Joni se lembra de ter sido levada ao hospital e pede para que os fãs acendam uma vela, cantem uma canção e mandem boas vibrações para ela”, divulgou o site.

Em fevereiro, a cantora de 71 anos contou à New York Magazine que os últimos oito anos foram repletos de problemas de saúde.

Segundo ela, ao longo desses anos enfrentou diversos problemas, febre escarlatina, alguns efeitos neurológicos dengue e outras síndromes e dermatites.

Joni é uma das maiores vozes do folk e ícone da geração Woodstock, embora não tenha cantado no festival.

Oito vezes ganhadora do Grammy, entre suas canções mais conhecidas estão "River", "Blue" e "Big Yelow Taxi", ícones dos anos de 1960 e 70.

O último álbum inédito da cantora, "Shine", foi lançado em 2007.

No final do ano passado, Joni lançou toda sua discografia no box "Love Has Many Faces: A Quartet, A Ballet, Waiting to Be Danced."

Você pode gostar