Por victor.duarte

EUA - Uma mulher do estado de Nebraska, nos Estados Unidos, entrou com uma ação na Justiça contra todos os homossexuais do mundo. Em uma carta de sete páginas escrita à mão, a americana Sylvia Driskell, de 66 anos, que atua como sua própria advogada, descreve a homossexualidade como "uma abominação e um ato contra a natureza" e acusa os gays de quebrarem “as leis religiosas e morais”.

De acordo com o "NBC News", a mulher pede às autoridades que a homossexualidade não seja permitida por lei, pois "vai contra os princípios divinos". Ela se descreve como embaixadora de Deus e Jesus Cristo e afirma que os Estados Unidos nunca foi tão "sitiado pelo pecado".

Sylvia cita trechos da Bíblia na carta e defende a condenação dos homossexuais, pois afirma que "os gays sabem que estão pecando, mesmo aqueles que se escondem no armário".

Público toma as ruas de São Paulo durante parada gayAg. News


Você pode gostar