Da varanda de casa, homem mata quatro pessoas com fuzil na Itália

Irmão e cunhada do atirador estão entre os mortos. Outras seis pessoas ficaram feridas pelo homem na região de Nápoles

Por O Dia

Itália - Pelo menos quatro pessoas foram mortas e seis ficaram feridas ao serem baleadas por um homem que atirou com um fuzil a partir da varanda de sua casa na região de Nápoles, sul da Itália, nesta sexta-feira, informaram fontes policiais. Os mortos são o irmão e a cunhada do homem, um vizinho que era tenente de brigada e um jovem que passava de moto pela área.

Os feridos são dois policiais federais, dois carabineiros (policial militar italiano), um policial local que está gravemente ferido e outro vizinho da região. O suposto responsável pelo tiroteio, de 48 anos, foi detido e levado à delegacia, onde foi interrogado pelas autoridades. Nas próximas horas, a polícia espera terminar o interrogatório e "ter mais detalhes do fato para saber as motivações que o levaram a cometer tal ato".

Segundo os meios de imprensa italianos, o homem, identificado como Giulio Murolo, enfermeiro de profissão e apaixonado por caça, se entrincheirou na sacada da casa. O irmão de Murolo, segundo estas informações, tentou impedir que ele continuasse atirando e gritou para que abaixasse a arma. No entanto, este respondeu disparando contra seu irmão em plena rua, matando-o. O fato ocorreu no bairro de Secondigliano, situado na periferia norte de Nápoles e conhecido por sua relação com a máfia local, a Camorra.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência