Bombardeio da aviação do regime mata pelo menos 13 crianças no sul da Síria

Ataque também deixou vários feridos em estado grave e ONG não descartou que o número de vítimas fatais aumente

Por O Dia

Síria - Pelo menos 16 pessoas morreram, entre elas 13 menores de idade, em um bombardeio realizado nesta terça-feira pela aviação do regime de Bashar al Assad contra uma área do sul da Síria, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

O grande número de crianças mortas se deve ao fato de que o ataque aéreo atingiu um centro de memorização do livro sagrado muçulmano, o Corão, onde estudavam, na cidade de Al Garía Oriental, na província de Deraa, no sul da Síria. O bombardeio também deixou vários feridos, alguns deles em estado grave, razão pela qual a ONG não descartou que o número de vítimas aumente.

Bombardeio aéreo ontem%2C segundo moradores%2C de forças do governo sírio%2C destruiu casas na Vila de SaidaReuters

As imediações de Al Garía Oriental foram recentemente cenário de combates entre o exército sírio e rebeldes da Frente Sulista, o principal agrupamento opositor que atua nas províncias meridionais do país. Este bombardeio acontece depois que dezenas de civis morreram pelo lançamento de projéteis disparados pelos insurgentes em Aleppo, a maior cidade do norte da Síria, nesta segunda-feira.

Segundo o Observatório, o impacto dos projéteis causou 34 mortos e 190 feridos; enquanto meios de comunicação oficiais sírios informaram de 23 falecidos e mais de uma centena de feridos.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência