Fratura: o perigo mora nos lares

Pesquisa mostra que ossos quebrados são resultado de quedas, a maioria em residências

Por O Dia

Rio - Levar tombos em casa ou na rua é a maior causa de fraturas, segundo pesquisa do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into), no Rio de Janeiro. O estudo analisou 1.034 pacientes internados no hospital com ossos quebrados e concluiu que 65% (672) tinham sofrido quedas. O levantamento, que durou nove meses, mostrou que o perigo maior está nas residências: foi o local do acidente para 373 (55,5%) das vítimas que caíram.

Veja como prevenir acidentes domésticosArte%3A O Dia

Por conta das conclusões do estudo, o Into promove, até o fim do mês, campanha de prevenção para reduzir os tropeços ou escorregões. A iniciativa ‘Quedas: todo cuidado é pouco’ prevê a distribuição de material informativo para cerca de 10 mil pessoas que circulam no hospital diariamente, entre pacientes e visitantes.

A pesquisa detectou ainda que as mulheres e os idosos são os grupos mais propícios a estes acidentes. Entre as vítimas que caíram em casa, 237 (63,5%) eram do sexo feminino e 199 (53,5%) tinham mais de 60 anos. “O fator hormonal das mulheres faz com que elas corram mais riscos de queda. Além disso, elas têm propensão a sofrer de osteoporose. E os idosos, muitas vezes, apresentam problemas cognitivos ou de equilíbrio, o que aumenta as chances de eles escorregarem”, explica o diretor do Into, João Matheus Guimarães.

De acordo com o especialista, há um alto índice de tropeços em casa por causa de obstáculos, como tapetes, banheiros sem barra de apoio, cadeiras e mesas. Mas ele ressalta que as pessoas também correm perigo nas ruas, por causa de buracos nas calçadas. “As ruas podem ser ambientes hostis aos idosos, principalmente porque não sabem o que vão encontrar no meio do caminho. É importante que ninguém se sinta preso em sua autonomia e independência. Mas é necessário que as pessoas estejam sempre atentas a tudo o que pode provocar queda”, destaca o diretor do instituto.

FATORES QUE CAUSAM ACIDENTES

Doenças que afetam a visão e dificultam a caminhada.

Ambientes com pouca iluminação e pisos escorregadios.

Escadas sem corrimão, sinalização e piso molhado.

Cadeiras, camas e vasos sanitários baixos, sem apoio.
Banheiro sem barra de apoio.

Obstáculos no caminho, como móveis baixos e fios.

Bengalas ou andadores com ponteiras danificadas.

Problemas de equilíbrio relacionados a hormônios, principalmente em idosos e mulheres.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência