Mulher é acusada de esconder por mais de dez anos o corpo do próprio filho

Restos mortais foram encontrados no porta-malas

Por O Dia

Estados Unidos -  Uma mulher é acusada de esconder no porta-malas do carro o corpo do próprio filho, que estava desaparecido há mais de uma década. Os restos mortais do menino Jamar Quincy Davis foram encontrados no início deste mês, durante uma blitz de rotina na cidade de Hempton, estado de Virgínia. O policial notou que a placa do carro  de Tonya Slaton , 44 anos, estava vencida e resolveu vasculhar o veículo. Para o espanto do guarda, um saco de plástico preto foi encontrado no porta-malas e no interior, os restos mortais de um garoto.

Jamar era aluno da sétima série  Um médico legista confirmou que o corpo é do garoto. A investigação ainda vai ouvir familiares para a apuração do caso. Tonya já havia sido detida por atirar contra um homem, que não se feriu.

A Justiça havia marcado uma audiência para esta segunda-feira, mas segundo a mídia local, o tribunal decidiu pelo adiamento. Uma nova data ainda não foi anunciada. 


Últimas de _legado_Mundo e Ciência