Camisinha muda de cor diante de vírus

Adolescentes inventaram a novidade

Por O Dia

Reino Unido - Três adolescentes, estudantes de Ensino Médio do Reino Unido, desenvolveram uma camisinha que muda de cor ao entrar em contato com vírus de doenças sexualmente transmissíveis. O preservativo conta com um dispositivo capaz de detectar infecções como clamídia e sífilis. A cor é definida de acordo com o micro-organismo presente.

Daanyaal Ali, 14 anos, Muaz Nawaz, 13, e Chirag Shah, 14, são alunos da Academia Isaac Newton em Ilford, Essex. Em entrevista ao jornal britânico ‘The Independent’, eles afirmaram que queriam detectar as doenças de uma forma mais segura e “sem a necessidade de testes invasivos”.

O grupo ganhou o prêmio TeenTech, dedicado a adolescentes, de valor equivalente a R$ 4 mil, além de uma viagem ao Palácio de Buckingham, sede da realeza, em Londres. A fundadora do prêmio, Maggie Philbin, disse que os alunos são encorajados a abrir os olhos ao potencial de suas ideias. O projeto, porém, ainda não não tem perspectiva de chegar ao mercado.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência