Taiwan investiga incêndio em parque aquático que deixou mais de 500 feridos

Pó colorido inflamável jogado sobre os participantes do festival pode ter causado o fogo

Por O Dia

Taiwan - O número de feridos em um incêndio ocorrido em um parque aquático em Taiwan durante uma festa subiu para 519 pessoas neste domingo. Segundo primeiras informações das autoridades locais, suspeita-se que a causa do fogo tenha sido provocada por uma explosão súbita do pó colorido jogado nos participantes com o calor das luzes do festival ocorrido neste sábado.

Pessoas são vistas correndo do fogo no parque aquático Formosa Fun CoastReuters

Os feridos foram levados para 41 hospitais da cidade e da vizinha Taipé, enquanto as autoridades pediram a outras cidades como Keelung que estejam preparadas também para receber os afetados. De acordo com a agência taiuanesa de notícias "CNA", algumas vítimas sofreram queimaduras em mais de 40% do corpo, e duas mulheres de cerca de 20 anos em mais de 80%. 

"A razão pela qual as queimaduras foram tão graves é porque, além de ter atingido a pele, houve lesões nos órgãos respiratórios dada a elevada quantidade de pó inalado", disse o vice-diretor dos Serviços de Saúde da cidade de Nova Taipé, Lee Lih-jong.

Mais de 500 pessoas ficaram feridas em incêndioReuters

Segundo a agência de notícias chinesa "Xinhua", o incêndio começou às 21h52 (horário local, 10h52 em Brasília) no palco do parque aquático Formosa Fun Coast, nos arredores de Taipé, onde aconteceu a explosão do pó inflamável, quando acontecia o festival Color Play Asia. Alguns vídeos postados na Internet mostram as pessoas pedindo socorro quando uma onda de fumaça se transforma em chamas e envolve o palco, que em seguida fica totalmente coberto de fogo.

Pó colorido inflamável jogado sobre os participantes do festival pode ter causado o fogoReuters

As autoridades do país proibiram o uso do pó até o fim da investigação. "Continua sendo investigado o que fez o pó explodir", acrescentou Lin Chieh-yu, autoridade do governo. O prefeito de Novo Taipé, Eric Chu Li-luan, também presidente do governante Partido Kuomintang, foi para o local do incidente pouco depois que o incêndio começou e pediu que se acelerasse a ajuda e tratamento médico dos afetados.


Últimas de _legado_Mundo e Ciência