Libéria teme novo surto de ebola após casos confirmados no país

Dos 11.200 mortos no último surto, 4.800 eram liberianos

Por O Dia

Libéria - A Libéria confirmou nesta quinta-feira um terceiro novo caso do vírus letal Ebola, reforçando o ressurgimento da doença nos últimos dias quase dois meses após o país do oeste africano ter sido declarado livre de casos de Ebola.

A descoberta de novos doentes põe por terra o caso mais bem-sucedido de combate ao surto de Ebola no oeste da África, que começou no ano passado e foi o mais letal de que se tem registro.

Dos 11.200 mortos devido ao Ebola naquele surto, 4.800 eram da Líbéria, que foi declarada livre da doença em 9 de maio, mesmo quando o vírus ainda produzia novas vítimas na Serra Leoa e Guiné, países vizinhos.

Cidadãos da Libéria eram obrigados a ficar em área de quarentena durante surto no paísReuters

O primeiro novo caso liberiano, Abraham Memaigar, de 17 anos, morreu no domingo em uma área rural do Condado de Margibi, a cerca de 50 quilômetros da capital, Monróvia.

"Nós temos desde ontem três casos confirmados. Um deles era o garoto de 17 anos, que morreu. Os dois outros, que estão vivos, têm 24 e 27 anos de idade. Eles são estáveis", disse o vice-ministro da Saúde, Tolbert Nyenswah, nesta quinta-feira.

Não consta que nenhuma das novas vítimas tenha viajado para a Guiné ou Serra Leoa, o que leva à especulação entre a comunidade médica de que poderia haver bolsões ocultos da doença ou novos meios de transmissão.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência