Bug descoberto no Android pode deixar 1 bilhão de smartphones vulneráveis

Hackers inseriram código malicioso, que podia acessar outros apps e até a câmera, em mensagens multimídia

Por O Dia

Rio - Pesquisadores descobriram um bug no sistema operacional Android que pode ter afetado cerca de 1 bilhão de smartphones, deixando-os vulneráveis a ataques de hackers. Toda vez que um usuário envia uma mensagem de texto ou foto se expõe à falha do sistema. O Google classificou a falha como "extremamente perigosa", mas afirmou que o problema já foi corrigido, no entanto, milhões de aparelhos precisam ter seu software atualizado.

O bug possibilitava que hackers incluíssem em mensagens multimídias um código malicioso, que conseguia ter acesso a um serviço no Android chamado "Stagefright". Esse serviço acabava sendo ativado mesmo sem autorização do dono e depois disso, permitia o acesso de intrusos a outros apps e dados do aparelho.

Falha no Android obriga usuários a atualizarem software Reprodução Internet

Na próxima semana, os pesquisadores irão revelar mais informações sobre a falha em uma conferência sobre segurança em Las Vegas, nos Estados Unidos. Mas já se sabe que o bug afeta telefones Android a partir da versão 2.2.

"Em alguns dispositivos, essa vulnerabilidade significou que o responsável pelo ataque podia acessar todos os tipos de conteúdo no aparelho ou acessar recursos como a câmera", comentou o diretor global de pesquisa em segurança na companhia Sophos, James Lyne.

"Esta vulnerabilidade foi identificada em um ambiente de laboratório (usando) dispositivos com Android mais velhos e, até onde sabemos, ninguém foi afetado", divulgou o Google. A empresa disse ainda que vai disponibilizar mecanismos de proteção em código aberto na próxima semana.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência