Malásia confirma que destroço pertence ao MH370

Pedaço de asa foi achado perto da ilha francesa de La Réunion

Por O Dia

Kuala Lumpur - O primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, confirmou nesta quarta-feira que o pedaço de asa encontrado perto de uma ilha francesa no oceano Índico pertence ao Boeing 777 da Malaysia Airlines desaparecido no dia 8 de março de 2014.

Malásia confirmou que destroço pertence ao MH370Reprodução Internet

A conclusão é de um time internacional de especialistas que analisou a peça em um complexo aeroespacial situado nos arredores de Toulouse, na França. O artefato havia chegado ao país no último sábado, assim como os restos de uma bagagem achados junto com ele.

"Espero que isso diminua o fardo da incerteza para as famílias", declarou Razak. O destroço de dois metros de comprimento fora encontrado na costa da ilha francesa de La Réunion, situada a milhares de quilômetros de distância da área onde estavam concentradas as buscas pelo voo MH370, no sul do Índico. No entanto, especialistas acreditam que o pedaço de asa pode ter sido levado pelas fortes correntezas na região.

LEIA MAIS: Malásia declara que desaparecimento do voo MH370 foi acidente

O avião desaparecera com 239 pessoas a bordo enquanto ia de Kuala Lumpur, na Malásia, a Pequim, na China. Em janeiro deste ano, o seu sumiço foi declarado oficialmente um acidente pelo governo malaio.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência