Escritor gera revolta após defender legalização do estupro

Homem argumenta que em uma propriedade privada, o estupro não pode ser criminalizado

Por O Dia

Canadá - O escritor e "livre pensador" norte-americano Daryush Valizadeh, conhecido como Roosh V, provocou revolta nas redes sociais e petições online no final da última semana após publicar um vídeo defendendo a legalização do estupro. Ele argumenta que em uma propriedade privada, o estupro não pode ser criminalizado.

Sabendo de intenções do escritor de ir ao Canadá para dar um curso sobre "soluções práticas para ajudar homens a melhorarem seus relacionamentos íntimos". Na Internet, uma ativista começou uma petição, que recebeu mais de 27 mil assinaturas, que pedia ao governo canadense que proibíssie a entrada de Roosh V no país. No entanto, a viagem acabou acontecendo, só que o escritor foi cercado por um grupo de homens ao tentar se aproximar de algumas mulheres em um bar de Montreal, segundo o "Metro".

Daryush Valizadeh%2C conhecido como Roosh V%2C provocou revolta nas redes sociais com declaração sobre legalização do estupro Reprodução Internet

"Esse é o Roosh V, o cara que diz que estupro deveria ser legalizado!", alertou uma mulher. Então, uma confusão começou quando os homens se aproximaram do escritor.

"Como é que você ousa vir ao Canadá?", questionou uma mulher furiosa. Roosh V foi expulso do bar pelo grupo. Após o incidente, ele fez uma denúncia à polícia canadense.

A filosofia do escritor é: "O valor de uma mulher depende significativamente da sua fertilidade e da sua beleza. O valor de um homem depende significativamente das suas posses, do seu intelecto e do seu caráter".

Últimas de _legado_Mundo e Ciência