Meninas de 13 anos são julgadas como adultas por tentativa de homicídio

Morgan Geyser e Anissa Weier são acusadas de esfaquear uma colega de classe e podem pegar até 45 anos de prisão

Por gabriela.mattos

Estados Unidos - O julgamento de duas adolescentes norte-americanas chocou o mundo nesta terça-feira. Morgan Geyser e Anissa Weier, de 13 anos, são acusadas de esfaquear uma colega de sala de aula no ano passado e serão agora julgadas como adultas em Wisconsin, nos Estados Unidos. Com isso, elas podem ser condenadas a até 45 anos de prisão.

Em maio do ano passado, as jovens deram 19 facadas na amiga, Payton Leutner, durante uma festa de aniversário. Na ocasião, a vítima sobreviveu ao ataque e foi encontrada largada em um bosque perto do local do crime. Quando os policiais encontraram as meninas, no Nicolet National Farest, elas portavam uma faca na mochila.

Morgan Geyser%2C de 13 anos%2C foi uma das adolescentes julgadas por tentativa de homicídioReprodução Instagram

Durante o julgamento, Morgan e Anissa admitiram ter planejado matar a outra jovem para mostrar "lealdade" ao personagem fictício Slender Man, que elas conheceram em um fórum de histórias de terror na internet. As adolescentes contaram ainda que Slender ameaçou os seus parentes e elas pretendiam viver com a criatura na sua mansão.

Após o depoimento, Morgan foi diagnosticada com esquizofrenia precoce. Além de Slender, a menina acredita também na existência do personagem Harry Potter, segundo o jornal local 'Journal Sentinel'. Ao longo das investigações, a polícia encontrou objetos suspeitos na casa dela, como bonecas "modificadas" com imagens satânicas e anotações em cadernos com figuras bizarras. De acordo com as autoridades, ela se recusa a tomar medicamentos, pois acredita que os fármacos a impediriam de manter contato com seus amigos imaginários.

Anisse lamentou e disse estar arrependida do crime. Ela e a vítima confessaram que Morgan foi a autora das facadas. Caso sejam julgadas como criminosas adultas, elas ficarão até os 18 anos em uma instalação para menores, onde eles recebem melhor tratamento de saúde mental. No entanto, após essa idade, as adolescentes teriam que ser transferidas para uma prisão comum para cumprirem o resto da pena.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia