Por gabriela.mattos

Hong Kong - A polícia chinesa prendeu cinco motoristas do Uber, em Hong Kong, por "uso ilegal de veículos de aluguel". Outros três funcionários foram detidos nos escritórios da empresa no país. Os condutores não tinham alvarás e seguros exigidos para utilizar os carros de locação. 

Pelo menos três funcionários foram detidos e tiveram os documentos apreendidos no escritório do UberReuters

Segundo o inspetor sênio da polícia da cidade, Bruce Hung, agentes usaram o aplicativo para chamar cinco carros e, depois de terem sido levados a seus destinos, prenderam os condutores dos veículos. Hung informou ainda que o pagamento das viagens foi feito com cartão de crédito.

Além disso, os agentes revistaram ainda dois escritórios do serviço de carros, onde apreenderam diversos documentos, computadores e iPads. A operação foi registrada por uma TV chinesa. Contactado pela agência de notícias Reuters, o Uber ainda não se pronuncionou sobre o assunto.

Com informações da Reuters

Você pode gostar