Atirador de elite mata integrante do Estado Islâmico que mataria pai e filho

Britânico conseguiu alvejar militante momentos antes de ele decapitar dupla xiita. Após o tiro, os terroristas fugiram de aldeia

Por gabriela.mattos

Síria - Um atirador de elite britânico salvou um pai e seu filho de oito anos após alvejar um terrorista do Estado Islâmico (EI) que estava prestes a executá-los. As informações são do site "The Mirror". O pai e o filho, que pertencem à seita xiita que o EI considera infiel, caminhavam para a morte após se recusarem a renunciar sua fé. O franco-atirador britânico havia sido alertado por um espião iraquiano e estava na cena no norte da Síria, perto da fronteira turca, a tempo de evitar os assassinatos.

Homem e filho haviam sido condenados à morte após não renunciarem a sua féReprodução Internet

Vários corpos decapitados estavam sobre o chão quando as tropas das forças especiais chegaram, enquanto militantes matavam moradores e obrigavam amigos e familiares a assistirem.

Foi então que o atirador, usando um rifle calibre 50 equipado com um silenciador, matou o algoz. Isso aconteceu no mês passado. Uma fonte disse ao Daily Mail que os jihadistas olharam para os corpos, correram e não haviam voltado para a aldeia até então.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia